Novidades / Lenobetão é uma das empresas responsáveis pela realização do Consórcio Jaguaribe

  Para atender à ampliação do sistema de esgotamento de Salvador, que em 2018 terá capacidade de cobertura de 88% dos domicílios, a Embasa iniciou as obras do Sistema de Disposição Oceânica do Jaguaribe - o emissário da Boca do Rio. 

Após longa negociação com o consórcio Jaguaribe, liderado pela construtora Odebrecht, o governo estadual conseguiu diminuir o valor do contrato em 20%. A obra vai custar R$ 205 milhões, recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e será concluída em dois anos.


O consórcio, além de construir o sistema de disposição oceânica do Jaguaribe, do qual faz parte o emissário submarino da Boca do Rio e uma estação de condicionamento prévio, vai operar e explorar esse sistema por 18 anos, período em que a Embasa pagará ao consórcio contraprestações mensais no valor de R$ 3,385 milhões.